Região

A Côte des Bars situa-se na zona de Aube (10), entre Bar sobre Aube ou Bar sobre Aubois e Bar sobre Seine, conhecido também por zona do barséquanais, que se situa a uma centena de quilómetros a Sul de Epernay.

Os solos sobre os quais descansa esta terroir são feitos de calcários duros e margas. A orientação do vinhedo é sueste e o clima é mais continental que os citados previamente. Este fenómeno acumulado ao estado do solo gera uma casta dominante de Pinot noir. Contudo, gustativamente esta mesma casta é bem diferente da que se encontra na região de Montagne de Reims.

A exposição solar dá sabores mais redondos e mais ligeiros. Distinguem-se dois “micros - terroir” que se destacam do coração desta Côte des bars:
- Ilot de Montgueux, ao lado da cidade Troyes, terroir de Chardonnay,
- aldeia do Riceys, o mais meridional da Côte des Bars.

Para além do champagne, produz-se em Riceys um magnífico vinho rosé, sobre uma área com cerca de 300 hectares chamada Rosé dos Riceys.

Pinot Noir

Abrange 38% da vinha e estende-se pela Montagne de Reims.Dá um sumo branco, e traz notas frutadas ao vinho, nomeadamente aromas de frutos vermelhos, é sobretudo a uva que traz corpo e potência durante a produção.

Pinot Noir

Pinot Meunier

Abrange cerca de 35% das vinhas, sobretudo sobre as terras do Sul de Marne e o Sudoeste de Reims, esta videira é a melhor a lutar contra as geadas de primaveras. É macia e redonda, com um ramo intenso.

Pinot Meunier

Chardonnay

Abrange cerca de 25% das plantações. Dá, conforme a sua evolução, aromas de flores brancas, de frutos brancos, de avelãs e de amêndoas, de pão brioche, e confere ao vinho elegância. É a uva do “Blan des blancs” pálido, com reflexos verdes. A sua evolução lenta é o complemento ideal para a maturação dos vinhos. Existem igualmente antigas castas, que permanecem até aos dias de hoje. Existe o Arbanne, Petit meslier, Pinot Blanc, Pinot Gris.

Chardonnay

Casas